Glossário

Status
Not open for further replies.

jjcajota

Regular Member
Messages
66
Likes
0
My Satellite Setup
Describe your setup here
My Location
PORTUGAL
#1
Aqui fica um pequeno glossário talvez ajude, se algum moderador achar que está a mais pode remover ou passar para uma secção mais apropriada

ATR Quando colocamos um Card no Deco, imediatamente este faz o RESET. O cartão responderá com o ATR (Answer To Reset - resposta ao reset). O ATR é um conjunto de 27 bytes de resposta ao RESET, que transportam um conjunto de informações (parametros) que definem como o card e o deco irão comunicar (forma de se entenderem).

Autoroll Um sistema que pode actualizar-se com chaves de descodificação actuais e qualquer outra informação dinâmica que necessita para funcionar. Também conhecido pela abreviatura, AU.

CAM Módulo de acesso condicional. Em sentido estrito, o módulo de acesso condicional é a parte de qualquer sistema tipo DVB que permite decidir se o usuário pode ver ou não um determinado programa. Por exemplo, no sistema NagraVision, a CAM é um "smartcard".

CRC Controlo de Redundância Cíclica. Um método "checksum" especificado pelo protocolo ISO-7816 T=1. Os cartões Nagravision utilizam outro método de "checksum" denominado por LRC.

DES Encripção Standard de Dados. É o esquema de encriptação usado para ocultar dados nas mensagens ECM, Nagra1, bem como os valores de retorno extraídos das ECM's até ao IRD.

DVB "Digital Video Broadcasting" (Emissão de Video Digital). Especifica, dentro da União Europeia, diversos meios standard de transmissão de sinais digitais de vídeo e controlo de acesso às mesmas.

ECM Uma ECM (Entitlement Control Messages), não é mais que uma mensagem controle de titularidade, conforme o próprio nome indica. A ECM transporta toda a informação necessária, para que a cw (control word), chegue ou não ao deco e abra o video. Esta informação chega ao cartão encriptada. No sistema Nagravision1, o comando $03 é uma ECM. No sistema Nagravision2 é o comando $07.

EMM Como o nome indica trata-se de um comando de gestão de titularidade (Entitlement Management Messagess). O provedor utiliza este comando, para gerir o sistema. É atraves da EMM, que são actualizadas as informações no cartão, chaves, ataques, actualizações de código (BCs), etc. No sistema Nagravision1, o comando $00 é uma EMM. No sistema Nagravision2 é o comando $04.

EMMBUFF Endereços na RAM compreendidos entre $0080 e $00BF. Zona da Ram, onde é recebida e tratada a EMM e ECMs.


Emulador Um sistema que realiza todas ou um conjunto significativo das funções de uma CAM real.

FTA Free-to-air. Uma emissão de video e/ou audio que não estão agregada a um serviço de subscrição.

IDEA O algoritmo IDEA (International Data Encryption Algorithm) foi desenvolvido em 1990, na ETH Zurique - Suíça, por James L. Massey e Xueija Lai. O IDEA é um algoritmo simétrico que utiliza uma chave de 128 bits.

IFS Toda a informação (comandos), trocada entre IRD/CAM e vice-versa, terá que obedecer a tamanhos (comprimento em bytes) de tal forma, que quem os recebe tenha capacidade de os tratar. Desta forma a anteceder o envio de dados, o deco faz um pedido de controle do tamanho do campo de informação

IOBUFFER Endereços na RAM compreendidos entre $0300 e $0363. Buffer de Imput e Output. A zona da RAM onde são guardados todos os comandos enviados e as suas respostas.

IRD Receptor-Descodificador Integrado que usa o sinal convertido do LNB e o converte em video e áudio.

ISO Organização Internacional de Padrões (International Standards Organisation) que fixou o protocolo ISO-7816 usado na maiora dos cartões, incluíndo as CAM Nagravision.

ISO-7816 É o padrão internacional de interface com cartões. Inclúi padrões relacionados com as propriedades físicas dos cartões (suscetibilidade à radiação, flexibiliade, posição dos contactos, etc...) especificações eléctricas e protocolos de comunicação.

Log Gravação de uma comunicação entre dois intervenientes (no caso presente IRD e CAM).

Logger É um dispositivo cuja função é "escutar" a comunicação de dados entre IRD e a CAM. O resultado é a gravação de um Log.

LRC Check de redundância longitudinal. É um método de "checksum" especificado pelo protocolo de comunicação do cartão ISO-7816 T=1. O LRC obtém-se fazendo um XOR dos bytes da mensagem. O XOR de todos os bytes de uma mensagem com o LRC adicionado à mensagem dará o resultado de zero (0). Outro método possível de "checksum" que se pode usar com o protocolo T=1 é o CRC.

PID (Packet Identifier) A transmissão de informação digital através da norma DVB é feita por «transponders». Em cada «transponder» podem ser enviados vários canais de televisão e rádio. Para que o receptor saiba ir buscar o canal de televisão/rádio pretendido dentro de um determinado «transponder», cada canal de televisão/rádio possui um «packet identifier». Este «packet identifier» divide-se em três tipos, o PID V (video), o PID A (audio) e o PID C (clock) para o respectivo sincronismo.

RSA O algoritmo de chave pública RSA foi criado em 1978 por Rivest, Shamir e Adlman (nome do algoritmo deriva das iniciais dos sobrenomes dos autores), é o sistema criptográfico assimétrico mais conhecido e usado. O sistema RSA baseia-se na dificuldade de factorização de números muito grandes resultando num proesso complicado e moroso.


XOR Exclusive OR ou XOR. O eXclusive OR é um operador lógico da álgebra booleana (George Boole) muito usado em electrónica mas também em criptografia. O seu símbolo tradicional é ("") mas na linguagem de programação ( C, Java, …) é usado o símbolo ("^").
 
Status
Not open for further replies.
Top