• This site uses cookies. By continuing to use this site, you are agreeing to our use of cookies. Learn more.

Greve Geral dia 30 de Maio 2007

Guezt

Regular Member
Messages
187
Likes
0
My Satellite Setup
Bigsat 7500 / Illusion m3 - Astra 1 + Hotbird
My Location
Portogaliza
#1
Agravamento do desemprego dá razão à Greve Geral

A evolução do mercado de emprego no 1º trimestre de 2007 fica novamente marcada pelo aumento do desemprego.
É o segundo trimestre consecutivo em que se verifica um crescimento do desemprego em termos homólogos e o segundo em que a taxa desemprego é superior à verificada em termos médios na União Europeia a 27.

A taxa de desemprego subiu 0,7 pontos percentuais no último ano e 0,2 pontos percentuais em termos trimestrais, sendo agora de 8,4%. A situação é particularmente grave entre os jovens, com uma taxa de desemprego de 18,1%. As mulheres são também particularmente atingidas, com uma taxa de 9,9%.

Há mais 40 mil desempregados do que no 1º trimestre de 2006, atingindo o desemprego oficial 469,9 mil pessoas, o que corresponde a um agravamento de 9,4%. O desemprego cresceu mais entre as mulheres (mais 10%), entre os jovens da faixa etária 25-34 anos
(15,1%), entre os diplomados com ensino superior (mais 32,2%, atingindo já 55,9 milhares). A taxa de desemprego mais elevada verifica-se no Norte (9,5%), tendo havido aumentos em todas as regiões, excepto no Alentejo. O desemprego de longa duração continua elevado, com um peso de 49,2% no total dos desempregados.

Apenas os serviços e a construção criaram emprego (mais 0,1% e 1,6%, respectivamente, em termos homólogos), o que se traduziu num aumento negligenciável do emprego global
(0,2%). A taxa de emprego (15-64 anos) teve também uma diminuição face ao trimestre homólogo e ao trimestre anterior, situando-se agora nos 67,4%.

A precariedade aumentou 12,6% neste período, atingindo mais de 835 mil trabalhadores e elevando a percentagem de contratos não permanentes para os 21,5%. Os trabalhadores com emprego estável (contrato sem termo) reduziram-se em 2,4%, ao mesmo que houve uma quebra no emprego a tempo inteiro e um aumento de 9,2% do emprego a tempo parcial.
Estes dados contrastam com o aumento do crescimento económico divulgado esta semana pelo INE que, além de não ser suficiente para aumentar o emprego e estancar o desemprego, é inferior ao observado na UE27 (2,1% face a 3,2%).

E contradizem os dados do IEFP referentes aos desempregados inscritos nos centros de emprego em Abril (bem como dos meses anteriores) que apontam para uma diminuição do desemprego registado em 10,4%.

Os dados agora divulgados reforçam as razões que levaram a CGTP-IN a marcar a Greve Geral de 30 de Maio e justificam a exigência de uma mudança de rumo nas políticas que têm vindo a ser seguidas.
 

Attachments

zenet

Regular Member
Messages
403
Likes
0
My Satellite Setup
Load "" Enter
My Location
/var/bin
#2
Guezt said:
Agravamento do desemprego dá razão à Greve Geral

A evolução do mercado de emprego no 1º trimestre de 2007 fica novamente marcada pelo aumento do desemprego.
É o segundo trimestre consecutivo em que se verifica um crescimento do desemprego em termos homólogos e o segundo em que a taxa desemprego é superior à verificada em termos médios na União Europeia a 27.

A taxa de desemprego subiu 0,7 pontos percentuais no último ano e 0,2 pontos percentuais em termos trimestrais, sendo agora de 8,4%. A situação é particularmente grave entre os jovens, com uma taxa de desemprego de 18,1%. As mulheres são também particularmente atingidas, com uma taxa de 9,9%.

Há mais 40 mil desempregados do que no 1º trimestre de 2006, atingindo o desemprego oficial 469,9 mil pessoas, o que corresponde a um agravamento de 9,4%. O desemprego cresceu mais entre as mulheres (mais 10%), entre os jovens da faixa etária 25-34 anos
(15,1%), entre os diplomados com ensino superior (mais 32,2%, atingindo já 55,9 milhares). A taxa de desemprego mais elevada verifica-se no Norte (9,5%), tendo havido aumentos em todas as regiões, excepto no Alentejo. O desemprego de longa duração continua elevado, com um peso de 49,2% no total dos desempregados.

Apenas os serviços e a construção criaram emprego (mais 0,1% e 1,6%, respectivamente, em termos homólogos), o que se traduziu num aumento negligenciável do emprego global
(0,2%). A taxa de emprego (15-64 anos) teve também uma diminuição face ao trimestre homólogo e ao trimestre anterior, situando-se agora nos 67,4%.

A precariedade aumentou 12,6% neste período, atingindo mais de 835 mil trabalhadores e elevando a percentagem de contratos não permanentes para os 21,5%. Os trabalhadores com emprego estável (contrato sem termo) reduziram-se em 2,4%, ao mesmo que houve uma quebra no emprego a tempo inteiro e um aumento de 9,2% do emprego a tempo parcial.
Estes dados contrastam com o aumento do crescimento económico divulgado esta semana pelo INE que, além de não ser suficiente para aumentar o emprego e estancar o desemprego, é inferior ao observado na UE27 (2,1% face a 3,2%).

E contradizem os dados do IEFP referentes aos desempregados inscritos nos centros de emprego em Abril (bem como dos meses anteriores) que apontam para uma diminuição do desemprego registado em 10,4%.

Os dados agora divulgados reforçam as razões que levaram a CGTP-IN a marcar a Greve Geral de 30 de Maio e justificam a exigência de uma mudança de rumo nas políticas que têm vindo a ser seguidas.
Pessoalmente acho que não é com greves que vamos lá. Pelo contrário, cada greve só prejudica o trabalhador, que fica com um dia de ordenado a menos, e o país que perde milhões de euros por falta de produção. O que é preciso é que os portugueses trabalhem mais e melhor e que estejam dispostos a aceitar os empregos que são aceites pelos estrangeiros imigrantes que recebemos.
Já fiz várias entrevistas de recrutamento em que me disseram na cara, que pela diferença de valor mais valia continuarem com o subsídio de desemprego. Esta mentalidade mesquinha de portuga remediado é que é o cancro deste país. Anda metade do país a levantar-se cedo para trabalhar e outra metade a viver às custas.
 

Guezt

Regular Member
Messages
187
Likes
0
My Satellite Setup
Bigsat 7500 / Illusion m3 - Astra 1 + Hotbird
My Location
Portogaliza
#3
Se chamas mesquinho a um desgraçado que trabalha 1/3 do seu dia para trazer para casa um salário insultuoso de 400 Euros então estamos conversados.
É evidente que ninguém quer trabalhar por 400 Euros. Na minha opinião, o salário minimo nacional não dá para viver com dignidade e qualquer pessoa em qualquer parte do mundo que esteja disposta a trabalhar merece ter uma vida digna.
 

zenet

Regular Member
Messages
403
Likes
0
My Satellite Setup
Load "" Enter
My Location
/var/bin
#4
Guezt said:
Se chamas mesquinho a um desgraçado que trabalha 1/3 do seu dia para trazer para casa um salário insultuoso de 400 Euros então estamos conversados.
É evidente que ninguém quer trabalhar por 400 Euros. Na minha opinião, o salário minimo nacional não dá para viver com dignidade e qualquer pessoa em qualquer parte do mundo que esteja disposta a trabalhar merece ter uma vida digna.
Na empresa onde trabalho acredite que ninguém recebe o ordenado minimo ou lá perto. No entanto acho preferível trabalhar para 400 Euros do que não fazer nada e receber 400€ à custa do Estado. (Entenda-se Estado todos nós que pagam impostos)
 
Messages
54
Likes
0
My Satellite Setup
Teka 1000M
My Location
portugal
#5
zenet said:
Na empresa onde trabalho acredite que ninguém recebe o ordenado minimo ou lá perto. No entanto acho preferível trabalhar para 400 Euros do que não fazer nada e receber 400€ à custa do Estado. (Entenda-se Estado todos nós que pagam impostos)


amigo concordo plenamente com s tuas palavras
 

Guezt

Regular Member
Messages
187
Likes
0
My Satellite Setup
Bigsat 7500 / Illusion m3 - Astra 1 + Hotbird
My Location
Portogaliza
#6
Amigo. O estado somos nós, de facto. Mas ninguém recebe subsidio de desemprego sem antes ter trabalhado. Além disso vê-se mesmo que nunca vergaste a mola a sério, porque se tivesses vergado sentias-te insultado por receberos 400 euros por mes e não teres direito a nada(saude;justiça;educação). Como é possivel que se aceite uma sociedade em que uma mulher se levanta as 06:00 da manha para apanhae 2 autocarros e que chega a casa as 20:00 depois de ter estado um dia inteiro num tear a trabalhar? Tu fazias isto por 400 euros? Tenho muitas duvidas amigo... Mesmo muitas.
 

perereco

Specialist Contributor
Messages
1,370
Likes
0
My Satellite Setup
galaxis FTA-3
univers U4113
edision 1120cx
Win XP SP2
fte ird 120
My Location
Portugal
#7
zenet said:
Pessoalmente acho que não é com greves que vamos lá. Pelo contrário, cada greve só prejudica o trabalhador, que fica com um dia de ordenado a menos, e o país que perde milhões de euros por falta de produção. O que é preciso é que os portugueses trabalhem mais e melhor e que estejam dispostos a aceitar os empregos que são aceites pelos estrangeiros imigrantes que recebemos.
Já fiz várias entrevistas de recrutamento em que me disseram na cara, que pela diferença de valor mais valia continuarem com o subsídio de desemprego. Esta mentalidade mesquinha de portuga remediado é que é o cancro deste país. Anda metade do país a levantar-se cedo para trabalhar e outra metade a viver às custas.
Onde é que tu estavas no 25 de Abril de 1974?
 

zenet

Regular Member
Messages
403
Likes
0
My Satellite Setup
Load "" Enter
My Location
/var/bin
#8
Guezt said:
Amigo. O estado somos nós, de facto. Mas ninguém recebe subsidio de desemprego sem antes ter trabalhado. Além disso vê-se mesmo que nunca vergaste a mola a sério, porque se tivesses vergado sentias-te insultado por receberos 400 euros por mes e não teres direito a nada(saude;justiça;educação). Como é possivel que se aceite uma sociedade em que uma mulher se levanta as 06:00 da manha para apanhae 2 autocarros e que chega a casa as 20:00 depois de ter estado um dia inteiro num tear a trabalhar? Tu fazias isto por 400 euros? Tenho muitas duvidas amigo... Mesmo muitas.
Amigo, não vale a pena levarmos a discussão para o plano pessoal. A minha opinião é tão válida como a sua e uma opinião vale aquilo que vale. Isto é como as cerejas... Molas nunca verguei mas trabalho todos os dias da semana cerca de 12 horas, a maior parte dos Sábados e até alguns Domingos quando é preciso (Deus me perdoe). Para criar a minha empresa vendi o carro e empenhei até as cuecas e andei a viver às custas da minha mulher durante um ano. Portanto não aceito lições de moral de ninguém, ainda por cima quando não me conhecem de lado nenhum.

Eu não disse que 400€ era um ordenado digno, pelo contrário penso que para pouco dá. O que disse é que há pessoas a quem é oferecido emprego mesmo com um ordenado superior e recusam, porque se sentem mais confortáveis a viver à conta do subsídio. Isso eu não aceito.

PS: agora já tenho um carro mais fixe e fui buscar as cuecas de volta
 

Guezt

Regular Member
Messages
187
Likes
0
My Satellite Setup
Bigsat 7500 / Illusion m3 - Astra 1 + Hotbird
My Location
Portogaliza
#10
zenet said:
Amigo, não vale a pena levarmos a discussão para o plano pessoal. A minha opinião é tão válida como a sua e uma opinião vale aquilo que vale. Isto é como as cerejas... Molas nunca verguei mas trabalho todos os dias da semana cerca de 12 horas, a maior parte dos Sábados e até alguns Domingos quando é preciso (Deus me perdoe). Para criar a minha empresa vendi o carro e empenhei até as cuecas e andei a viver às custas da minha mulher durante um ano. Portanto não aceito lições de moral de ninguém, ainda por cima quando não me conhecem de lado nenhum.

Eu não disse que 400€ era um ordenado digno, pelo contrário penso que para pouco dá. O que disse é que há pessoas a quem é oferecido emprego mesmo com um ordenado superior e recusam, porque se sentem mais confortáveis a viver à conta do subsídio. Isso eu não aceito.

PS: agora já tenho um carro mais fixe e fui buscar as cuecas de volta
Peço desculpa se te toquei nalguma ferida, não queria ir por aí...Mas deixo-te a sugestão de saires desse mundo demagogico onde vives e vires ao vale do ave conhecer a realidade.
Além disso quem somos nós que frequentamos este forum por algum "motivo" para dar lições de rectidão e chamar "chicos-esperto" aos outros.. certo?
Abraço, boa noite.
 

zenet

Regular Member
Messages
403
Likes
0
My Satellite Setup
Load "" Enter
My Location
/var/bin
#11
Guezt said:
Peço desculpa se te toquei nalguma ferida, não queria ir por aí...Mas deixo-te a sugestão de saires desse mundo demagogico onde vives e vires ao vale do ave conhecer a realidade.
Além disso quem somos nós que frequentamos este forum por algum "motivo" para dar lições de rectidão e chamar "chicos-esperto" aos outros.. certo?
Abraço, boa noite.
Certo. Abraço
 
Messages
6
Likes
0
My Satellite Setup
No way
My Location
Portugal
#12
Tipico dum empresario...dar pouco $ aos empregados, para ter mais lucro.

na empresa onde tou vai haver reduções de custos no prox mes, pagar ainda menos aos empregados (acabar com turnos rotativos e por turnos fixos), sao ideias de empresarios/directores, sem excrupulos...n se preocupam com a saude das pessoas, nem com nada...so pensam em $