Jesus Cristo teve um filho?Na SIC dia 15

marques 57

Regular Member
Messages
2,682
Likes
0
My Satellite Setup
ASR
My Location
Portugal
#1
A SIC adquiriu os direitos exclusivos para Portugal do documentário de James Cameron e vai exibi-lo no próximo domingo, dia 15, depois do Jornal da Noite. O documentário alega que Jesus Cristo e Maria Madalena tiveram um filho chamado Judas.











O documentário levanta questões muito delicadas e polémicas para os cristãos.

Produzido pelo celebrado cineasta James Cameron, reivindica a descoberta do túmulo da família de Jesus Cristo, em Jerusalém.

No túmulo encontravam-se os ossários do próprio Cristo, de Maria Madalena e Judas, filho de ambos.

Os ossários foram descobertos em 1980, durante as obras de construção de um complexo de apartamentos e entregues à autoridade israelita das antiguidades. Mas só agora foram estudados e identificados como sendo da família de Cristo.

Não é a primeira vez que se alegam relações maritais entre Cristo e Madalena. Mas é a primeira vez que se alega a descoberta dos ossos da família.

O argumento central é simples: a identificação de um dos ossários é do próprio Cristo. Como os judeus eram sepultados em criptas familiares, os restantes ossários naquela cripta são de familiares.

Recorrendo a análises de ADN e outros métodos científicos os autores tentam provar o relacionamento familiar dos sepultados e a identidade do ossário Maria, mãe de Jesus e vários irmãos de Cristo.

O documentário refere ainda que nos arredores de Jerusalém perto da cripta da família de Jesus, foi encontrada a cripta de Caifás e um ossário de Simão de Cireneu, pelo que a descoberta da cripta de Jesus não é um acontecimento inverosímil.

Só que em relação aos restantes não se coloca o assunto da ressurreição.

Os autores dizem não questionar a ressurreição de Cristo. Mas se os restos mortais encontrados são mesmo de Cristo quer dizer que ou não subiu ao céu, ou se subiu: foi apenas o espírito e não o corpo.

E, essa não é bem a história contada pelos evangelhos. Daí a polémica. O ADN e a ciência em potencial confronto com a fé.
 
Top